Traduza este blog

sábado, 24 de setembro de 2011



Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me; Porque aquele que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á.
Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma. (Mateus 16:24-26)

Amado(a), a multidão que andava com Jesus, que sabia que Ele tinha autoridade e se manifestava de forma miraculosa, que recebia as palavras de cura também escolheu Barrabás, mesmo sabendo que ele era um ladrão. Em nossas igrejas também encontramos essa multidão. Pessoas que vão atrás das bênçãos de Jesus, de seus milagres e maravilhas, mas quando precisam escolher, sua opção é o mundo. Ninguém é obrigado a seguir Jesus, nem a estar na Igreja, mas Ele nos deu essa opção. A palavra de Deus veio para nos libertar e por isso mesmo ele vem com liberdade. Ainda podemos escolher entre Jesus e Barrabás, entre pecar e viver em santidade. O pecado é opção, e toda opção traz conseqüências. Jesus não obrigou ninguém a segui-Lo. Jesus esperava discípulos, mas uma multidão o seguia. O verdadeiro cristão é discípulo, não é mais um que anda atrás de Jesus. Precisamos mostrar autenticidade em todos os lugares e não apenas seguir uma multidão sem saber o que estamos fazendo. Quem é discípulo não vai atrás dos outros, mas segue o Mestre em todas as circunstancias, negando a si mesmos. Quem é discípulo não precisa abrir a Bíblia para pregar, ou se vestir de “crente”. O discípulo prega por suas atitudes, pelo seu exemplo aonde quer que vá. E os milagres de Cristo continuam se manifestando em sua vida, como testemunho vivo do Evangelho. A multidão quer ver as maravilhas, mas não sabe o que faz. Inflama-se em defesa do evangelho, mas não se converte. Sabe quem é Jesus, conhece Seus feitos e Seus objetivos, mas não abre mão de suas convicções e desejos pessoais para seguir as orientações de Dele.
Amado(a), de que lado você está? Você é um discípulo, que toma a sua cruz, ou mais um na multidão a crucificar Jesus? Tomar a cruz significa crucificar o seu passado e não aceitar o pecado e suas conseqüências como um “carma”. Quem quer seguir Jesus não precisa abrir mão de seus sonhos, não precisa se vestir de trapos ou se cobrir de cinzas. Quem segue Jesus não faz parte da multidão que é levada a decisões erradas que trazem as piores conseqüências. Quem segue Jesus verdadeiramente é discípulo que primeiro muda a sua vida, para depois mudar a história.
Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!