Traduza este blog

sábado, 27 de agosto de 2011



“Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também.” (João 14:1-3)



Amado(a), o Senhor nos exorta a confiar e a crer nas suas promessas, tendo o coração tranqüilo. Isso significa encarar a vida e as dificuldades que ela nos impõe olhando não para as dificuldades em si, mas para Aquele que já venceu e por seu intermédio nos fez vitoriosos. Nos momentos difíceis da vida precisamos tomar a atitude de enxergar além das circunstâncias e, firmados nas promessas de Deus, esperar com confiança. Jesus sabia que iria morrer e, mesmo em direção à morte de cruz, seguiu tranqüilamente, com uma certeza inabalável, porque se firmou na promessa do Pai. Aos seus discípulos Ele manifestou essa confiança quando lhes disse “”estaremos reunidos no Reino de Deus”.
Amado(a), não sabemos quando este dia chegará, mas é certo que chegará. Em 2 Pedro 3:10-13 lemos “O Dia do Senhor virá como o ladrão de noite, no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra e as obras que nela há se queimarão. Havendo, pois, de perecer todas estas coisas, que pessoas vos convém ser em santo trato e piedade, aguardando e apressando-vos para a vinda do Dia de Deus, em que os céus, em fogo, se desfarão, e os elementos, ardendo, se fundirão? Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça.” Porque não sabemos quando, devemos viver como se fosse o último e da forma como o Senhor espera.
Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!