Traduza este blog

sexta-feira, 26 de agosto de 2011



Foi-me bom ter sido afligido, para que aprendesse os teus estatutos. (Salmos 119:71)


Amado(a), os momentos difíceis nos ensina a procurar enxergar a situação com os olhos de Deus e encontrar então motivos para agradecer ao invés de lamentar. Foi exatamente isso que o Senhor Jesus fez. Ele sabia da intensidade do sofrimento pelo qual teria que passar, no entanto também os enxergava com os olhos do Pai. Ele sabia o que viria a seguir, mas sabia que o sofrimento tinha um tempo determinado para acabar, como bem nos lembra o sábio em Eclesiastes 3: 1 “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu”. Ele sabia que a vitória completa dependia daquele sofrimento, mas também sabia das incontáveis e eternas bênçãos conseqüências daquele sofrimento. Observe que, antes de partir o pão, Ele deu graças, para em seguida, instituir o cerimonial apresentando o seu corpo dado por nós.
Amado(a), sabemos que, se nem mesmo Cristo foi poupado, mesmo sendo fiéis, não estamos imunes, enquanto estivermos na Terra, aos momentos difíceis da vida. Por isso Jesus alertou os seus discípulos ao mesmo tempo em que os confortou: “... no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.” (João 16:33). E é isso que Ele continua nos dizendo ainda. Precisamos ver as circunstâncias com os olhos de Deus, sabendo “que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados por seu decreto”. (Romanos 8:28)
Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!