Traduza este blog

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor. (2 Coríntios 3:18).


Amado(a), nos últimos tempos Deus tem falado conosco por meio de Seus profetas e por todos os canais possíveis que precisamos ficar atentos e não desperdiçarmos nenhuma oportunidade que nos são dadas. Primeiro a oportunidade de aprender com nossos próprios erros e de buscar a santificação, depois de reconhecer que erramos. Segundo, a oportunidade instantânea, casual, ou mesmo recorrente de falar de Jesus e o que Ele representa em nossas vidas. E para isso não precisamos mudar o curso de nossas atividades, temos que mudar a nossa forma de comportar diante das pessoas ao nosso redor. Devemos lembrar que somos espelhos e que espelharemos aquilo que está gravado em nosso caráter. Se damos exemplo ao mundo, não precisamos fazer discursos, não precisamos exigir respeito. Nossos atos falam por nós. Quando erramos repetidas vezes e, por teimosia, orgulho ou negligência, insistimos em permanecer no erro, não adianta afirmar que queremos mudar. Quando tratamos as pessoas com indiferença, hostilidade, ou como se fossem objetos ao nosso dispor, certamente, não seremos vistos como modelo a ser seguido, a não ser por aqueles cujo caráter está longe de se aproximar do caráter de Cristo.
Amado(a), o recado é claro: Jesus está as portas e nos exorta a exercitar o segundo mandamento. Por isso, aja com o outro, como se tivesse diante de um espelho. Mas lembre-se de que o espelho não reflete apenas. Ele também refrata na presença da luz. Se há luz na sua vida, se nela Jesus está presente, certamente, você seus exemplos alcançarão outras pessoas, não só como reflexo, mas como refração de luz. Para sermos modelos na pregação do evangelho, não basta refletir: é preciso refratar. Pense nisto!
Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!