Traduza este blog

segunda-feira, 11 de julho de 2011



“Far-me-ás ver a vereda da vida; na tua presença há fartura de alegrias; à tua mão direita há delícias perpetuamente.” (Salmos 16:11)

Amado(a), nossa busca pela felicidade terrena tem sido frustrada, porque a procuramos onde ela não pode se sustentar. Não é nos prazeres da carne, que são efêmeros e extenuantes que a encontraremos. Não é no outro que não pode ser o responsável por nossos sonhos. Não é na riqueza, no poder, ou na fama, também transitórios, que teremos o que desejamos. A Bíblia nos ensina o caminho e nos dá exemplos de onde encontrar a verdadeira e perene felicidade: ela está dentro de nós. Ela está na apreensão dos ensinamentos do Senhor e na forma como caminhamos pela vida, quando deixamos que o Espírito Santo habite em nós.
Inútil será esperar que ter um bom emprego, fazer sucesso entre as pessoas, ter poder ou recursos materiais nos traga felicidade. Podemos até ter uma alegria temporária, que vem imediatamente após a sensação da conquista, mas isso não se sustenta por si. Logo já estaremos insatisfeitos em busca de algo mais, porque a fonte não é legítima.
Amado(a), o salmista nos apresenta a verdadeira fonte da felicidade. Ela vem do Senhor e não se esgota. Por isso ele se alegra, por isso ele afirma que está alegre o seu coração e se regozija a sua glória; e também a sua carne repousará segura. O salmista só pode fazer essa declaração porque ouviu os conselhos de Deus e aprendeu Dele os caminhos a seguir para não se desviar. Porque colocou o SENHOR continuamente diante de dele; sabe que Ele está à sua mão direita, e por isso nunca vacilará.
Amado(a), só pode ser feliz quem tem a consciência do bem dentro de si. Não é preciso que o outro nos acuse. O Espírito de Deus que habita em nós nos ensina e nos faz reconhecer os nossos passos falsos. Feliz não é quem não erra, mas quem não se deixa permanecer no erro.
Quem, como Davi, coloca o Senhor à frente de suas decisões também pode afirmar em tudo o que se propuser a fazer: “Pois não deixarás a minha alma no inferno, nem permitirás que o teu Santo veja corrupção”. (Salmos 16:10)
Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!