Traduza este blog

segunda-feira, 16 de agosto de 2010


Porque Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor, e de moderação. (II Timóteo 1:7)


Amado(a), o medo é outro gigante da alma, é um cárcere invisível que nos aprisiona e afeta nossas relações. É uma emoção desagradável causada pela antecipação ou consciência do perigo. Mas Paulo nos mostra que não fomos criados para viver enclausurados com medo das circunstâncias ou das pessoas. Deus nos deu todos os recursos para vivermos uma vida triunfante. Mas é o medo tem seu lado positivo. É ele que, na iminência do perigo, nos alerta e nos coloca de sobreaviso. Entretanto, ele se torna um problema quando sai do controle e deixamos que ele supere a razão. Nossos medos são sempre ligados a alguma coisa. Nós tememos o que não podemos controlar. E isso em várias áreas de nossa vida. Temos medo da solidão, de perder o emprego, de ficar doente, de sermos rejeitados, enfim, daquilo que não temos como controlar.
O medo pode ser vencido quando deixamos Deus no controle e confiamos na Sua providência.
Poder, amor e disciplina. São essas as três qualidades que determinam a morte do medo. Deus nos deu o poder de vencer o medo, sabendo antes que devemos ter temor, ou seja respeito a Ele. Com disciplina, aprendemos a superar nossas limitações e a entregar no altar do Senhor nossas fraquezas e com amor, que espera com paciência, certamente venceremos todo temor que o inimigo tenta inculcar em nós, usando o que ele saber ser nosso ponto fraco.
Amado(a), do que você tem medo? Saiba que é nesse ponto que o inimigo tenta você. Mas a boa notícia é que Deus como nos lembram as palavras de II Timóteo.
Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!