Traduza este blog

terça-feira, 17 de agosto de 2010


“Para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados levado de um lado para o outro pelas ondas, pelo engano dos homens que com astúcia de homens que induzem ao erro”.(Efésios 4.14)

Amado(a), a deficiência de caráter é outro gigante da alma, e ela é a grande responsável pela derrota de muitas pessoas que pensam estar se dando bem e algumas situações quando na verdade se tornam escravos de suas atitudes inconseqüentes. A inconstância é uma falha de caráter que pode ser desenvolvida por falta de correção na infância ou adolescência, pelo exemplo dos pais, ou pela seqüência de comportamentos repetidos que não foram barrados.
O inconstante é um deficiente de caráter que precisa ser auxiliado, acompanhado, corrigido e sarado para que possa ter o firme propósito de concluir os seus projetos, de assumir com convicção os seus compromissos. Em geral, uma pessoa inconstante na vida pessoal, profissional não consegue ser diferente em sua relação com Deus. Está sempre iniciando algo, fazendo planos, mas muda de idéia no meio do caminho e não conclui o que começou. Assim é também com relação a Deus e na comunhão com a Igreja. O inconstante não consegue prosperar porque não persevera, não tem paciência nem longanimidade para superar os obstáculos e não ser consegue ser fiel. Muda de idéias e de princípios, assim como muda de casa, de emprego, de amizades, de igreja, de cônjuge.
O apóstolo Paulo exorta os inconstantes ao amadurecimento, para que não se deixem levar pelo amigo da hora, pela teoria do momento, pela cabeça de pessoas que jamais podem testemunhar crescimento espiritual porque suas vidas refletem o mundo e suas ilusões. Mas aquele que se deixa transformar, que aceita o sacrifício de Jesus e O recebe verdadeiramente em seu coração não se deixa convencer por nada, nem ninguém que não tenha a confirmação do Espírito de Deus. E assim prosperará em tudo o que fizer.
Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!