Traduza este blog

sábado, 17 de julho de 2010




"Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente. Quem dera fosses frio ou quente! Assim, porque és morno, e nem és quente nem frio, estou a ponto de vomitar-te de minha boca" (Apocalipse 3.15-16).


Amado(a), nesta carta endereçada aos cristãos mornos de Laodicéia, encontramos as principais características de muitos que, infelizmente, estão presentes na Igreja hoje.
Ela se refere àquele que se diz cristão, mas em vez de assumir uma vida de servo, envergonha o evangelho do Senhor. Esse tipo de freqüentador de igreja não se adapta nem à igreja, nem ao mundo, pois uma vez que assume que é cristão e não se porta como tal enfrenta a desconfiança de ambos os lados: o mundo o vê como alguém diferente, fora de seus padrões, mas os irmãos também não conseguem perceber firmeza em suas atitudes e trata-o como alguém que ainda está no mundo e precisa se converter. Em geral, esse tipo de cristão, sobre o qual Jesus chamou a atenção na Igreja de Laodiceia, é aquele que não se firma em lugar nenhum. Não se porta como um cristão diante do mundo e não assume diante da Igreja sua função de membro. Em outras palavras, o cristão morno é aquele que busca a Deus ou congrega ocasionalmente, apenas quando se sente deslocado no mundo. Mas, quando encontra algo no mundo que o atrai, ele não hesita em virar as costas para as coisas de Deus.
Essa atitude, normalmente, é cíclica, depende de onde o vento sopra, pois o cristão morno tem senso de valores invertidos. Para ele o que mais importa é ter as riquezas ou prazeres mundanos. O cristão morno deixa Jesus de fora do seu cotidiano e costumeiramente distingue “vida secular” de “vida espiritual”. Vida espiritual, para ele, é o domingo. É assistir o culto. Vida secular é tudo o mais. Se sobrar tempo, vai à igreja fazer o social.
O cristão morno é apenas uma caricatura de cristão. Ele não vive em santidade, prefere ouvir e conviver com mundanos e se associa aos pecadores com a desculpa de que está buscando almas para o Reino. O cristão morno dificilmente vai aos cultos de oração. Por isso Jesus sentencia: vomitar-te-ei!!!
Mas a boa notícia é que há uma solução para o morno, ou para o falso cristão. Se ele se converter e se arrepender de seus pecados, da sua miséria, da sua nudez, da sua cegueira e abandonar os erros que vêm cometendo, sob a capa de cristão, ele ouvirá Jesus e deixará que Ele, não o mundo e suas concupiscências, entre e tome sua casa!!!
Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!