Traduza este blog

sexta-feira, 9 de julho de 2010




“Amai, pois, a vossos inimigos, e fazei bem, e emprestai, sem nada esperardes, e será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo; porque ele é benigno até para com os ingratos e maus”. (Lucas 6:35)


Amado(a), Jesus nos ensina a fazer o bem, mesmo que seja a favor de quem é contra nós. Isso parece loucura para o mundo, mas para os cristãos é imperativo. E não significa esperar por recompensa ou retribuição terrena. Nosso galardão será no céu. É da natureza humana esperar retribuição, mas precisamos saber que nem sempre ela vem da pessoa que recebe, mas Deus sempre misericordioso faz com que recebamos por outras mãos. É natural que soframos pela ingratidão. Mas devemos seguir o exemplo de Jesus em relação a Judas, que foi um grande ingrato. Ele foi salvo por Jesus, amado, e cuidado por Ele (e mesmo sabendo que Judas era um ingrato, lavou seus pés). Judas não reconheceu as ações de Jesus, foi ingrato, infiel e traidor e mesmo assim, Jesus nunca o rejeitou…
Precisamos também aprender com Jesus a não termos ilusões a respeito das pessoas. Devemos amá-las sem nos iludir, sem esperar nada delas. Dessa forma não corremos o risco de nos decepcionar. Sabendo qual era a natureza de Judas, ele não decepcionou, mas preparou-se para ser traído, pois sabia com quem estava lidando.
Muitas vezes, criamos expectativas em relação as pessoas, mesmo sabendo quem são e como são. Precisamos aprender com Jesus a não nos iludir para evitar decepções nos nossos relacionamentos, pois certamente muitos são os “Judas” que aparecem em nossas vidas, mas insistimos em vê-los com os olhos da ilusão. E a ilusão nos fere muito, porque quando ela se desfaz, tudo que foi fundado sobre ela, se desfaz junto. Isso serve para todas as áreas de nossas vidas.
Amado(a), quando aprendemos a lidar com os “Judas” que aparecem nas nossas vidas, não deixamos que eles destruam a nossa capacidade de amar e de acreditar no amor verdadeiro, sabendo que a mudança só é possível por meio de Jesus Cristo.

Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!