Traduza este blog

terça-feira, 6 de julho de 2010






“Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis . . . embraçando sempre o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno” (Efésios 6:13,16).


Amado(a), Paulo nos instrui a nos revestir com a armadura de Deus para resistirmos aos ataques do inimigo. Não é porque nos tornamos cristãos que estamos livres deles, ao contrário: quanto mais tentamos nos aproximar de Deus, mais satanás e seus demônios tentam nos puxar para o seu lado.
O falso sentido de segurança pode nos fazer descuidar e abrir espaços para que o diabo procure as brechas, por pensar que, uma vez que já vieram ao Senhor, o diabo não tem como nos atingir de maneira alguma. A Bíblia ensina que a única forma de o homem não ser vencido pelo diabo é a resistência total e deliberada. “Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós” (Tiago 4:7). O diabo não é onipresente, por isso atua com seus demônios, aproveitando-se das fraquezas do homem. O diabo entrou em Judas e o controlou. E se nós falharmos em resisti-lo, ele nos controlará também. É por isso que Paulo nos instrui a colocar toda a armadura de Deus. Os demônios atuam nas vidas dos seres humanos, mas seu propósito é cumprir os esquemas de satanás e fazer oposição a Deus. Tentam, enganam e iludem as pessoas com a intenção de trazê-las para a condenação eterna. Constantemente atacam, oprimem e acusam o povo de Deus, fazendo-os se desviar de seu propósito de servir e adorar a Deus. Porque Satanás não pode estar em todos os lugares ao mesmo tempo ele usa os demônios para executarem diferentes tarefas. Isso está bem claro na parábola do semeador (Mateus 13:3-9, Marcos 4:1-20, Lucas 8:4-15). Os evangelistas mostram como os demônios arrancam fora a palavra antes que ela possa enraizar. Muitas vezes, satanás promove o afastamento de algumas pessoas de Deus antes que façam um genuíno compromisso (Marcos 4:17) e fazem isso porque sabem que a palavra que cai em terreno fértil frutifica, mas aquela que cai em meios aos espinhos é sufocada.
Amado(a), você já recebeu a palavra, a semente. Mas o terreno é o seu coração. E dele você tem o domínio. Jesus bate e quer entrar, mas a porta só abre do lado de dentro...

Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!