Traduza este blog

segunda-feira, 22 de março de 2010

Maná: Palavra Diária para Edificação

Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem das trevas luz, e da luz trevas; e fazem do amargo doce, e do doce amargo! (Isaías 20)

Amado(a), o diabo é o grande mestre na arte de chamar de mau o que é bom, e de bom o que é mal, conforme nos fala o profeta. Eis porque precisamos ter a coragem de nos opormos ao erro mesmo quando somos difamados por fazermos isso. Nessa arte de enganar e seduzir, satanás é tão convincente que afirma suas mentiras tão ousada e precisamente que são facilmente acreditadas e muitas vezes quem diz a verdade é que passa por mentiroso. Ele é o mestre do disfarce. Contudo, precisamos estar atentos e fazer o que ensina Mateus 7:15-16 “Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores. Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos?”
Sabemos se uma pessoa é digna e honrada, se testemunha a verdade pelas suas atitudes, pelos seus frutos. Não pelas suas palavras. Quem é de bem jamais é flagrado em delitos e nada faz que não possa ser visto, ao contrário de quem tem aparência do bem e age de forma contrária à palavra do Senhor. Paulo nos exorta a ter cuidado e vigiar para não cairmos nas garras de lobos disfarçados de ovelhas, afirmando em 2 Coríntios 11:13-15 “E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz”.
A Bíblia é nosso modelo e qualquer ensinamento que não está à sua altura deve ser rejeitado, não importa quão autorizado possa parecer. Quem não se pauta pela luz da bíblia corre o risco de ser enganado, pois o diabo ainda tenta fazer o pecado e suas conseqüências parecerem atraentes.
Ele mostra apenas o glamour, mas jamais as conseqüências. Pense nisto, amado(a): o que pode levar uma vida de pecado a não ser a morte e a perdição eterna? Dinheiro e a satisfação momentânea da carne não são nada perto da dor e da vergonha que a consciência do erro gera. Dinheiro mal ganho se perde com a mesma facilidade com que nos chega á conta. Veja o exemplo de corruptos que aparentemente se livram das acusações, enquanto pensamos que estão impunes. Constantemente estão voltados para a preocupação de como se livrar da condenação. São escravos da mentira. Outros pecados como vícios em bebida, sexo ilícito, pornografia, drogas também escravizam e deixam seus praticantes eternamente insatisfeitos ou cada vez mais mergulhando num poço profundo. Nenhum rendimento que não tenha a bênção de Deus é gratificante.
Mas a solução para quem está mergulhado nesta dependência é olhar para cima e clamar por socorro. Creia: Jesus pode libertar.
Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!