Traduza este blog

quarta-feira, 17 de março de 2010

Maná: Palavra Diária para Edificação



“Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas? (2 Coríntios 6:14)

Amado(a), o apóstolo Paulo exorta os filhos de Deus a não se associarem aos incrédulos, lembrando na sequência deste texto que não pode haver concórdia entre Cristo e Belial, entre o fiel e o infiel. E que não pode haver consenso com o templo de Deus e os ídolos.
Essa constatação é tão óbvia, pois assim como água não se mistura a óleo, não pode o povo de Deus se misturar com aqueles que insistem em andar nas trevas. Como afirma Paulo: “Porque vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo”. O Senhor jamais habitará em templos que servem a outros deuses e, se nos associamos a pessoas que servem a deuses estranhos, é evidente que Deus se afasta de nós. Só há uma forma de Deus estar em nosso meio: “Por isso saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; E não toqueis nada imundo, E eu vos receberei; E eu serei para vós Pai, E vós sereis para mim filhos e filhas, Diz o Senhor Todo-Poderoso”. O profeta Amós 3:3 nos questiona “Porventura andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?” E essa resposta é certa: não há como caminhar juntos com propósitos distintos. Aqueles que querem servir a Deus jamais se agradam das atitudes de quem se presta às coisas do mundo. Aqueles que não respeitam os mandamentos do Senhor nunca se sentirão à vontade na Casa de Deus. Quem conhece a palavra e a pratica não apóia e não compartilha dos valores de quem desrespeita as ordenanças do Senhor. Quem serve aos demônios e cultua ídolos não caminha nos passos de Jesus. De que maneira, então, podem duas pessoas com valores e princípios tão díspares se harmonizarem? Essa diferença evidente em pouco tempo se acentua e cria barreiras intransponíveis tornando a vida em comum um inferno. E isso vale em qualquer tipo de relacionamento, do comercial ao sentimental. Portanto, amado(a), não vale a pena se associar com os infiéis. Pense nisto e viva as bênçãos de Deus, em plenitude.
Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!