Traduza este blog

sexta-feira, 12 de março de 2010

Maná: Palavra Diária para Edificação


“Não acordeis, nem desperteis o amor, até que este o queira.”
(Cantares 2.7)


Amado(a), Deus criou e abençoou o amor, e dedicou um livro inteiro da Bíblia sobre esse assunto. No livro de Cantares, Salomão nos ensina que Deus reserva os maiores prazeres românticos para aqueles que saibam esperar o tempo Dele, sabendo que o amor perfeito é caracterizado por esperança e exclusividade: esperar em Deus e dedicar o amor a quem o Senhor preparou, sem se entregar a paixões mundanas e promíscuas. Essa é a grande mensagem do sábio rei.
É uma palavra divina sobre o mais importante dos relacionamentos humanos. Deus se interessa no desenvolvimento do amor matrimonial, pelo namoro, pelo sexo dentro de Seus princípios e pelo cotidiano de vida a dois. Deus criou e abençoou o amor verdadeiro entre um homem e uma mulher. Mas esse amor não pode ser banalizado, explorado como a mídia e sociedade que jaz no maligno têm feito. E quais são as características desse amor? É preciso identificar e distinguir "paixão" superficial e amor genuíno. Para isso, encontramos as respostas no livro de Cantares, que identifica muitos elementos do amor verdadeiro, destacando dois: o amor verdadeiro sabe ESPERAR e o amor verdadeiro é EXCLUSIVO.
Esperança do Amor Verdadeiro
Salomão exorta: "não acordeis nem desperteis o amor, até que este o queira". O amor verdadeiro sabe esperar, e por isso, pode desfrutar ao máximo as delícias que Deus sempre tencionou para o casal. Amor verdadeiro não é precipitado, precoce, adiantado ou impaciente. Não precisa manipular as circunstâncias para "ganhar" o amor. Não precisa seduzir para chamar atenção para si mesmo. Não precisa "se entregar" com medo de perder o amado.
Entretanto, o mundo, sob a influência maligna diz exatamente o contrário: o amor é precipitado, apressado, forçado. A sedução e a promiscuidade falam mais alto. Careta e ultrapassado é quem age como recomenda o rei.
Mas a mensagem de Cantares é simples e clara: Deus reserva os maiores prazeres para aqueles que saibam esperar o tempo Dele.
Em 1 Coríntios 13, Paulo reforça isso, quando define o amor: "É paciente... não arde em ciúmes... não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses... tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. No livro de Hebreus13:4, o apóstolo reafirma: "Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula; porque Deus julgará os impuros e adúlteros."

Esperar em Deus, eis o segredo do amor sincero e duradouro. Mas o medo de ficar de sozinhos às vezes nos leva para relacionamentos precipitados. A pressão do mundo também faz com que abaixemos nosso padrão. Quando esquecemos que Deus tem tudo sob controle; que Ele quer nosso bem; e que Ele desperta o amor na hora certa, é fácil cair na tentação de tomar a situação em nossas mãos."Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu... tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar...tudo fez Deus formoso no seu devido tempo" (Eclesiastes 3:1, 5,11).
A outra característica do amor conforme Cantares é a exclusividade. “Eu sou do meu amado, e o meu amado é meu; ele pastoreia entre os lírios”.
Cantares 7:10.
Em I Coríntios 7:4, essa verdade também pode ser lida e aplicada ao contexto do casamento, em que o corpo de cada um pertence ao outro: "A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, e, sim, o marido; e também, semelhantemente, o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, e, sim, a mulher."
Amado(a), antes que se decepcione mais uma vez, leia e aplique em sua vida o livro de Cantares e lembre-se de que o amor verdadeiro não somente espera, mas é exclusivamente reservado para a pessoa que Deus escolheu para você.

Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!