Traduza este blog

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Maná: Palavra Diária para Edificação



"Porque não é boa árvore a que dá maus frutos, nem má árvore a que dá bons frutos. Porquanto cada árvore é conhecida pelo seu fruto. Porque nem os homens colhem figos dos espinheiros, nem dos abrolhos vindimam uvas. O homem bom, do bom tesouro do seu coração tira o bem; e o homem mau, do mau tesouro tira o mal. Porque, do que está cheio o coração, disso é que fala a boca”. (Lucas 6: 43-45.)

Amado(a), observe que Jesus está ensinado, por meio de uma analogia que nossas atitudes revelam o nosso caráter. Porque é impossível apresentarmos aquilo que não temos. Se nosso comportamento é fútil, é sinal de que não cultivamos valores que buscam a profundidade. Se nossas palavras são torpes e ou agressivas, isso mostra que não temos um espírito dócil e cordato. O que falamos e a maneira como falamos também revela nossa personalidade. Quem tem o coração cheio de amor não destila veneno. Quem ama o seu próximo não negligencia seus sentimentos ou necessidades. Quando falamos demais, ou sem pensar no que falamos, isso denuncia que somos imaturos e inconseqüentes, pois nossas palavras podem ferir a alguém de maneira irreparável. Se estamos sempre mudando de pensamento e de atitude, demonstramos que somos inseguros, pois quem sabe o que quer, o que fazer, também sabe dizer as coisas certas, na hora certa, para as pessoas certas e não corre o risco de se arrepender o todo ou de fazer tolices. O que está em nosso coração é o que traduzimos com nossa língua. Quem tem amor, não hostiliza, não responde com furor, não julga o outro intempestivamente, todavia, quando fala, mesmo que seja para corrigir ou chamar a atenção o faz pensando no bem do próximo, com paciência e respeito.
Portanto, amado(a), quem tem o Espírito de Deus usa o dom da palavra com sabedoria, lembrando sempre de que a palavra de Deus é nosso maior argumento.

Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!