Traduza este blog

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Maná: Palavra Diária para Edificação



“Seja o vosso falar ‘sim, sim; não, não’. O que passar disso é de procedência maligna” (Mateus 5:37).

Amado(a), A palavra é instrumento da vida para vestir as idéias e as exteriorizar com clareza, nem sempre, contudo, somos felizes na sua utilização. Muitas vezes ela tem sido usada como arma, para maltratar ou diminuir uma pessoa. Não raras vezes a desferimos como punhal, contra quem não tem defesa. Injustamente, ou de forma leviana, falamos sem considerar as conseqüências de nossa atitude e por isso, a palavra tem sido, ao longo dos séculos, fomentadora de desacordos, desavenças, guerras, intrigas e morte.
A palavra mal dita é como um veneno: mata os melhores amigos, provoca situações embaraçosas e nos deixa refém de nossa língua incontida.
Dentro do lar, pensemos quantas vezes a utilizamos de forma indevida.
Falamos demais, quando precisamos calar, ou emudecer quando precisamos falar. Quando não falamos com pessoas erradas aquilo que deveríamos escolher a quem dizer. Por impulso falamos mal de alguém, e fazemos com as pessoas tenham a nossa impressão acerca do julgamento que fizemos e aí não há como voltar atrás. Pior é quando nos arrependemos e em vez de consertar o erro, seguimos errando. Aquele que usa sua boca para falar mal de alguém que lhe é próximo, certamente fala também dos que não lhe são afins. Isso demonstra, como diz o ditado popular “quem leva, traz”.
Falar sem pensar é sinal de imaturidade e revela o quanto somos frágeis diante desse músculo que não sabemos governar: nossa língua, como diz Tiago.
Não foi por outra razão que Jesus nos prescreveu: “seja o teu falar sim, sim, não, não”.
Lembre-se, amado(a), assim como nos tribunais seculares, na sua vida, o que você diz também pode ser usado contra você, em algum momento. Portanto, fale somente aquilo que pode ser repetido diante dos homens e de Deus. Guarde para si todo julgamento precipitado e só pronuncie quando tiver certeza de que não se arrependerá do que afirmou, seja de quem for. Pense nisso!Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!