Traduza este blog

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Maná: Palavra Diária para Edificação



"Mas quem fizer agravo receberá o agravo que fizer; pois não há acepção de pessoas." (Colossenses:3:25)

Amado(a), podemos simplificar essa frase de Paulo em: quem planta, colherá o que plantou. É simples: a lei da colheita e do retorno. Não é à toa que Jesus nos deixou como norma máxima de conduta os dois grandes mandamentos: amar a Deus sobre todas as coisas e amar ao próximo como a nós mesmos. Essas duas regras regulam também a nossa colheita nesta vida. Quando amamos a Deus, antes de tudo, Ele também nos olhará com predileção. Se amamos ao nosso próximo, nada faremos a ele que não queremos que nos faça. Mas, infelizmente, essa não tem sido a conduta de muitos. Nem mesmo daqueles que conhecem a palavra de Deus. O desrespeito, a intolerância, a ingratidão têm prevalecido também no mundo cristão. Ser cristão é imitar a Cristo. Não é ser tolerante ou conivente com o pecado. Mas agir como Ele agiria. Se for preciso admoestar e corrigir o irmão que está em erro, isso deve ser feito. Mas, sobretudo, também se for preciso perdoar e acolher o irmão em suas fraquezas, essa é a atitude cristã.
Entretanto, perdoar e acolher não significa dar os braços ao pecado e fazer vista ao erro, ou agir como o ímpio. Paulo nos diz que quem fizer agravo, colherá agravo. Isso quer dizer que, se voltamos as costas para Deus e para os irmãos, a conseqüência, certamente, será a solidão. E não há solidão maior do que o homem apartado de Deus. Pense nisto, amado(a), antes de fazer algo contra Deus ou contra seu irmão, para que suas atitudes não se voltem contra você mesmo. E não se esqueça também de que todos são criaturas, mas filho de Deus somente aqueles que fazem a Sua vontade. Em que categoria você está?

Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!