Traduza este blog

domingo, 17 de janeiro de 2010

Maná: Palavra Diária para Edificação



Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?)
(2 Coríntios 6:14)

Amado(a), o profeta Isaias 60:1-2 nos diz "Dispõe-te, resplandece, porque vem a tua luz, e a glória do Senhor nasce sobre ti. Porque eis que as trevas cobrem a terra, e a escuridão, os povos; mas sobre ti aparece resplendente o Senhor, e a sua glória se vê sobre ti". Quando o profeta usa a palavra "luz" ele não está falando apenas da ausência de trevas, mas devemos entender que a questão aqui é a separação entre a luz e as trevas. Lemos já no início da Bíblia em Gênesis 1:4b “...e (Deus) fez separação entre a luz e as trevas". Isso significa que, ao criar o mundo, mesmo depois de ter criado a luz, Deus não eliminou as trevas. Ele as separou da luz. E foi exatamente para que essa separação se efetivasse que Jesus veio, em missão redentora. A vinda de Jesus significa exatamente isso: separação! Ou você crê e aceita que Jesus Cristo veio em carne, viveu uma vida sem pecado e sacrificou a si mesmo, derramando Seu sangue na cruz do Calvário pelos seus pecados, e que assim você tornou-se um filho da luz; ou você rejeita essa verdade eterna e continua sendo um filho das trevas.
O inimigo de nossas almas, satanás trabalha desde Gênesis para que não conheçamos a luz e busca o tempo todo seduzir o coração dos inconstantes para aceitar as "trevas".
A Bíblia nos diz que não são apenas as pessoas que cometem crimes horrendos vivem nas trevas, pois lemos: "...a escuridão [cobre] os povos". Isso significa que todos os povos do mundo vivem em trevas.
A escuridão é algo terrível, porque ela impede que vejamos qualquer coisa. É isso que a Bíblia nos ensina: todas as pessoas na terra estão a mercê de viverem nas trevas, não apenas em sua vida presente, mas também na eternidade. Portanto, é extremamente importante que você se chegue à luz. E só há um caminho: Jesus.
Quando se fez carne e habitou entre nós, Ele ofereceu a luz a todos, dizendo: "Eu sou a luz do mundo" (João 8:12). João 1:5 também declarou: "E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam" Por que as trevas não a compreendem? Porque muitos se deixam enganar e seduzir pelas armadilhas do diabo, conforme está em João 3:19-20: "O julgamento é este: que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz; porque as suas obras eram más. Pois todo aquele que pratica o mal aborrece a luz e não se chega para a luz, a fim de não serem arguidas as suas obras".
A grande verdade é que a treva não se mistura com a luz. Quem está na luz deve fugir da escuridão, porque nelas não há comunhão. Assim como o incrédulo e o cristão não podem se associar. Quando Paulo nos fala do jugo desigual ele se refere ao fato de que o diabo milita contra a luz e busca tragar aqueles que nela se encontram. Desse modo, ele usa as pessoas e artifícios para nos fazer crer que, se somos luz, podemos iluminar as trevas. Amado(a), isso só acontece quando verdadeiramente refletimos a palavra de Deus e jamais quando nos associamos às trevas. Quem está na luz deve refletir a luz, mas jamais se associará àqueles que se encontram nas trevas.
Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!