Traduza este blog

sábado, 26 de dezembro de 2009

Porque o SENHOR se agrada do seu povo; ornará os mansos com a salvação. (Salmos 149:4)




Amado(a) eis que o salmista afirma que o Senhor se agrada de Seu povo. Isso nós gostamos de saber e nos regozijamos, sabendo-nos Seu povo e herdeiros de Suas promessas. Mas a segunda parte deste versículo nos ensina uma lição, da qual não podemos nos esquecer: a salvação é para os mansos. Isso significa que essa característica é agradável ao Senhor. Observe que Jesus Cristo, no seu Sermão do Monte, fez a seguinte declaração bem conhecida e prezada: “Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra.” (Mateus 5:5). O Rei Davi, séculos antes, escreveu: “Os mansos herdarão a terra, e se deleitarão na abundância de paz.” (Salmo 37:11). Sabemos que o Senhor Jesus tem a devida autoridade para cumprir sua promessa, por isso afirmou o que foi relatado em Mateus 28:18 “os mansos herdarão a terra”.
Mas o que é ser manso? Mansos são aqueles que se rendem ao Espírito de Deus e se comportam como Seus servos. Jesus se declarou manso e humilde de coração (Mateus 11.29). E Ele é o nosso padrão, por isso devemos ser assim também. Desse modo Jesus será reconhecido em nós. Quem se relaciona conosco verá um testemunho por nosso caráter e nossa personalidade, assim, saberão se temos estado ou não com Jesus.
Antes de termos Jesus, agíamos como os que ainda não O conhecem. Usando de gritos e brigas para fazer valer os nossos direitos. Mas quando ele nasceu em nosso coração, num Natal atemporal, a mudança precisa ser visível em nós. E não é sem motivo que o salmista afirma que os mansos serão ornados com a salvação. Apenas quem se render ao Senhor herdará a terra. Mas quem vive de aparências e obtém as coisas fora dos padrões divinos, estará fora das promessas.
O Evangelho é o guardião das promessas divinas. Nele, há tudo de que precisamos, mas somente as herdarão quem se dobrar a Jesus, nosso exemplo. E se Ele é manso e humilde de coração, não podemos ter outro comportamento. Assim, amado(a), precisamos ser enérgicos nos momentos em que for necessário, mas sempre com mansidão, sem deixarmos de ser servos de Deus e sem compactuar com a mentira, com o pecado, e com os pecadores.

Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!