Traduza este blog

domingo, 6 de dezembro de 2009

Quanto àquele que paga o bem com o mal, não se apartará o mal da sua casa. (Provérbios 17:13)




Amado(a), o autor de Provérbios está nos advertindo sobre a ingratidão, lembrando que o homem colhe o que planta. E mesmo que isso demore, chegará o dia em aquele que retribuiu o bem que recebeu com maldade ou ingratidão receberá as conseqüências de seu ato. E, pelo que afirma Salomão, essa conduta gera saldos negativos também à sua família, pois as conseqüências alcançam os filhos. Cada um é responsável por administrar a vida, consciente das conseqüências de seus atos.

A ingratidão é falha de caráter e compromete a vida daqueles que a praticam, porém, os que sabem retribuir o mal com o bem, que consideram os caminhos tortuosos e perdoam as falhas alheias serão também recompensados, pois Deus retribui com bênçãos a quem assim se comporta. Todavia, quem não sabe agradecer, não sabe perdoar e age com intolerância e hostilidade com aqueles que espalham o bem, ceifarão tristezas, dissabores e amarguras para que compreendam que o Senhor é Deus e que Deus é acima de tudo amor.

O verdadeiro cristão ama o amigo e faz bem ao inimigo e em sua casa o mal não tem espaço. “Em todo o tempo, ama o amigo e na angústia nasce o irmão”.

Graça e Paz
!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!