Traduza este blog

domingo, 1 de novembro de 2009

“O que anda com os sábios ficará sábio, mas o companheiro dos tolos será destruído.”(Provérbios 20:20)



Amado (a), há um conhecido adágio popular que diz: “diga-me com quem andas e dir-te-ei quem és”. Nele está implícita a mesma proposição da qual nos fala Salomão neste versículo. Em geral os afins se atraem. Dificilmente pessoas de bem andam com escarnecedores e desonestos, ou pessoas distintas se sentem bem ao lado de pessoas com comportamento vulgar e escandaloso. O fato é que os afins se identificam. É bem verdade que não devemos excluir ou fazer acepção de pessoas e que todos devem merecer o nosso respeito, mas nos juntamos com aquelas que partilham de nossos valores e princípios. Como afirma o sábio rei, se andamos com tolos, nosso caminho jamais será o da busca da sabedoria, ao passo que, quando caminhamos com sábios, nossos pés são dirigidos a lugares que edificam. Também nossa boca só profere o que nosso coração contém. O sábio não fala tolices, nem se ocupa da vida alheia, mas o tolo não tem mais o que dizer a não ser asneiras e impropérios. O sábio Salomão nos diz, “Filho meu, se os pecadores procuram te atrair com agrados, não aceites”. Por isso é necessário que tenhamos coragem para nos afastar das coisas que nos levam à destruição. O cristão corajoso sabe falar “NÃO” para duas coisas na vida dele: primeiro para os pecadores e depois para os prazeres que levam ao caminho da perdição.
Salomão nos adverte sobre amizades erradas, porque elas nos induzem ao processo de destruição: inicia com o convite, seduzem-nos com envolvimento e levam-nos à destruição. Por isso, amado(a), sejamos corajosos e falemos “NÃO” às más companhias e aqueles que, sutilmente, ou declaradamente nos convidam a sair da presença de Deus e a viver em pecado. Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!