Traduza este blog

terça-feira, 6 de outubro de 2009

“Tu és o meu refúgio e o meu escudo; espero na tua palavra.”(Salmos 119: 114)



Amado (a), os escudos sempre foram peças indispensáveis em uma guerra, porque são armas de defesa e servem para proteger contra os ataques do inimigo.
Nos dias de hoje não empregamos o escudo como no período das guerras, quando o homem saiu do sedentarismo e partiu na luta pela posse de terras. Mas há uma luta na qual todos estamos envolvidos e o grande objetivo dos nossos opositores nessa luta é abalar a confiança que temos em Deus. Eles tentam, de todas as formas, denegrir o caráter de Deus para que nós não vejamos Sua bondade, integridade e perfeição. O inimigo está sempre perto, sempre rondando, pronto para atacar e age sutilmente sem que tenhamos armas humanas capazes de derrotá-lo. Nesse caso, só uma arma é poderosa: o escudo de Deus. O salmista traduz na segunda parte do versículo 114 o que é esse escudo: a palavra de Deus. Ela e nenhuma outra arma pode nos livrar das lutas que enfrentamos diariamente, pois Senhor não nos tira das batalhas. Ele nos fortalece com a Sua presença, e nos dá os meios para resistirmos ao lado dele.
Paulo no mostra isso em Efésios 6:13-17 “Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis. Estai, pois, firmes, cingindo-vos com a verdade e vestindo-vos da couraça da justiça. Calçai os pés com a preparação do evangelho da paz; embraçando sempre o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno. Tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus”.
Nessa luta eles não podemos dar as costas ao inimigo, nem subestimar suas artimanhas. Sabemos que os ataques que temos que enfrentar são rápidos e bem planejados para nos atingir em nossos pontos mais fracos. E é exatamente por isso que precisamos do escudo. Ele nos dá mobilidade e proteção. Essa é a palavra ministrada pelo salmista no Salmo 91.4 - "Cobrir-te-á com as suas penas, e, sob suas asas, estarás seguro; a sua verdade é pavês e escudo". É o Senhor nos protegendo completamente, quando estamos firmados na verdade de Sua Palavra, segurança para as horas de calmaria e uma defesa durante os combates e lutas da vida.
Amado(a), você tem usado esse escudo?
Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!