Traduza este blog

sábado, 26 de janeiro de 2019

Os filhos de Arão, Nadabe e Abiú, tomaram cada um seu incensário, puseram neles fogo e, sobre este, incenso e trouxeram fogo estranho perante a face do Senhor, o que lhes não ordenara. Levítico 10: 1




 
Essa passagem nos leva a refletir sobre o que é correto e o que desagrada o coração de Deus segundo Sua Palavra. Lemos que os filhos de Arão, em vez de terem usado o mesmo fogo de Deus para queimar o incenso, utilizaram um fogo que eles mesmos haviam feito para aquele fim, e apresentaram a Deus. Ao queimar incenso com outro fogo, eles desprezaram e vulgarizaram aquilo que era santo dando pouca importância a ele, e assim, santificaram algo que era vulgar e comum. Em uma leitura superficial pode parecer-nos que Deus agiu com severidade por causa de algo banal, mas se analisarmos com profundidade, veremos que a severidade de Deus aconteceu porque eles tornaram santo o que era profano, e aquilo que era santo, trataram como se fosse algo qualquer ou comum. Nos dias atuais, vemos com frequência isso acontecer. A banalização da desobediência e o desrespeito às coisas de Deus têm sido evidente na nossa sociedade e embasado as propostas de leis, enquanto o respeito à Palavra de Deus tem sido motivo de deboche com a disseminação de ideias estranhas aos princípios do Senhor. Precisamos ficar atentos aos menores atos e refletirmos se, também nós, assim como os filhos de Arão, estamos apresentando fogo estranho ao Senhor, quando compactuamos com as ideias que contrariam a Sua Palavra. Precisamos fazer o que nos recomenda o apóstolo Paulo

Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. Romanos 12:2

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!