Traduza este blog

domingo, 22 de abril de 2018

"Não houve quem voltasse para dar glória a Deus senão este estrangeiro?” (Lucas 17:18)






Essa passagem bíblica é um dos textos que mais nos ensinam sobre como o Senhor dá importância à gratidão. Jesus questiona "Não foram dez os limpos? Onde estão os nove?", quando observa que a benção da cura foi entregue a dez, mas desses somente um voltou para agradecer.  Todos os dias recebemos bênçãos diversas, algumas mais evidentes e outras que passam despercebidas como porque nos acostumamos a elas, poder respirar, andar, enxergar, comer... recebemos o livramento de perigos, de assaltos, de balas perdidas, de bactérias, de vírus, de acidentes... Por maiores que sejam as nossas posses e acesso à tecnologia e à proteção do Estado, “Se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela” afirma o Salmos 127:1. De tudo e de todos é o Senhor quem nos livra, mas nem sempre temos noção da dimensão disso, da complexidade dos livramentos operados pelo Senhor em nosso favor. Não somos capazes de compreender a profundidade da generosidade do Senhor e em vez de começarmos e terminarmos o dia agradecendo, reclamamos de tudo. Agimos como os nove que não voltaram para agradecer e por isso limitam suas bênçãos. Não fazemos como aquele leproso que, agradecido, recebeu também a salvação além da cura para o seu mal. O salmista nos ensina a abrir nossos lábios para louvar e agradecer a Deus por tudo o que Ele tem feito em nossas vidas. E se assim agirmos, certamente o Senhor ouvirá quando clamarmos por justiça, segurança e paz, diante dos obstáculos que enfrentamos nesse mundo conturbado.
Entrai pelas portas dele com gratidão, e em seus átrios com louvor; louvai-o, e bendizei o seu nome. Salmos 100:4

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!