Traduza este blog

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Mas, sobretudo, tende ardente amor uns para com os outros; porque o amor cobrirá a multidão de pecados.( I Pedro: 4: 8)




A Bíblia nos ensina que o amor supera as diferenças e nos aproxima do Senhor que é Amor, por excelência, enquanto o pecado nos afasta de Deus. O apóstolo nos exorta a exercitarmos o amor para com outros de forma ardente, ou seja, deixando de lado o orgulho e tudo aquilo que nos impede de enxergar o ponto de vista do próximo. O orgulho é a arma de satanás para nos impedir de enxergar o ponto de vista do outro e perdoar as suas fraquezas. Em geral, agimos irracionalmente numa discussão e nos sentimos com a razão. Nesse momento é muito difícil reconhecer que estamos errados e isso acarreta não só a perda do controle, como nos afasta de Deus, porque nos sentimos ofendidos e não ofensores. É quando o amor próprio fala mais alto e nos esquecemos do amor ao próximo. Queremos vencer, não importa se a custa de magoar outra pessoa. Deterioramos nossos relacionamentos, quando perdemos a razão querendo tê-la. Mas em Cristo, não precisamos mais ter medo de assumir nossas culpas. O nosso único papel é reconhecê-las, pois Ele já as carregou na cruz. Praticamos o amor quando reconhecemos nossas falhas e nos prontificamos a perdoar as falhas alheias. Somos abençoados quando deixamos que o Senhor nos liberte da resistência que nos aprisiona

Deus resiste ao soberbo, mas dá a sua graça aos humildes (Tiago 4.6).




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!