Traduza este blog

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Porque já é manifesto que vós sois a carta de Cristo, ministrada por nós, e escrita, não com tinta, mas com o Espírito do Deus vivo, não em tábuas de pedra, mas nas tábuas de carne do coração. 2 Coríntios 3:3



O apóstolo Paulo é conhecido por suas importantes cartas, e a Bíblia nos legou também diversas cartas escritas pelos apóstolos Pedro, Tiago, João e Judas. Embora todas tenham um propósito comum, cada uma delas traz uma orientação específica para cada igreja e hoje, quando as lemos, como Igreja, temos essas mensagens atualizadas pelo Espírito Santo.  Mas o Paulo nos mostra no texto em epígrafe que somos cartas vivas, temos a mensagem de Jesus, gravada em nós. Por isso precisamos refletir sobre a grande responsabilidade que é ser mensageiro de Cristo, missiva viva do Evangelho, pois o que o Senhor espera é que as pessoas olhem para nós e associem as nossas atitudes e palavras com o nosso viver. Jesus quer ser conhecido por meio do nosso exemplo. Precisamos ser textos possíveis de serem lidos por todos os homens. A forma como nos comportamos em casa, no trabalho ou na igreja mostra que tipo de mensagem estamos escrevendo na carta que somos. Há cartas que não estão sendo lidas por todos, porque trazem rasuras, erros de concordância ou de ortografia, mas aquele que tem Cristo e já é selado pelo Espírito Santo pode ser lido, em uma linguagem clara e compreensível por todos. Não podemos nos esquecer de que o único “livro sagrado” que o mundo lê é a vida do cristão, pois muitos são os que não leem a Bíblia, mas estudam a vida dos cristãos, por isso a importância do nosso testemunho. Somos cartas vivas, com o selo do Espírito Santo, razão pela qual devemos cuidar da mensagem que levamos e pedir a Deus como o salmista em Salmos 119:125

Sou teu servo; dá-me inteligência, para entender os teus testemunhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!