Traduza este blog

sábado, 5 de agosto de 2017

Antes, rejeitamos as coisas que por vergonha se ocultam, não andando com astúcia nem falsificando a palavra de Deus; e assim nos recomendamos à consciência de todo o homem, na presença de Deus, pela manifestação da verdade. 2 Coríntios 4:2


O Paulo nos exorta a vivermos a verdade e nos mantermos firmes na determinação de anunciar o Evangelho, não por palavras, discursos ou pregações formais, mas pela nossa maneira de viver, conforme a Palavra de Deus e segundo os Seus princípios. O apóstolo nos ensina a sermos imagem de Cristo, cristãos no verdadeiro sentido, cartas vivas da mensagem da Cruz, para que o nosso evangelho não fique encoberto e não leve a muitos à perdição. O Senhor nos comissionou a sermos Seus discípulos, aqueles que, por um estilo de vida coerente com a Sua mensagem fazem resplandecer a luz do Evangelho e a Sua Glória, encoberta pelo deus deste século que cegou os entendimentos dos incrédulos. Paulo nos diz que nossa responsabilidade de carregar o nome de cristão é grande, pois ”não pregamos a nós mesmos, mas a Cristo Jesus, o Senhor; e nós mesmos somos vossos servos por amor de Jesus. Porque Deus, que disse que das trevas resplandecesse a luz, é quem resplandeceu em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Jesus Cristo”. E, assim, deixa claro que disso não podemos nos gloriar, nem nos ensoberbecer, pois somos vasos de barro que guardam esse tesouro, para sabermos que a excelência do poder é de Deus, e não nossa, por isso o salmista declara que

Os céus declaram a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos. Salmos 19:1


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!