Traduza este blog

domingo, 23 de julho de 2017

Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, para por todos os meios chegar a salvar alguns. 1 Coríntios 9:22



O apóstolo Paulo faz declarações importantes para que a Igreja compreenda o sentido de sua missão e como abriu mão de exercer direitos em prol da liberdade de evangelizar. Vemos que Paulo colocou seu ministério acima de seus desejos pessoais e se adaptou aos costumes e formas de viver daqueles a quem pregava o Evangelho para levá-los a Cristo. O livro de Atos narra alguns exemplos de como o apóstolo se comportava a fim de se relacionar com os judeus em Jerusalém. Entretanto, embora observasse a Lei e os costumes em respeito aos judeus, Paulo obedecia à lei de Deus, priorizando o cumprimento da vontade de Cristo. O texto em epígrafe ratifica os propósitos desse homem de Deus de levar o Evangelho na sua simplicidade, sem, contudo, desviar-se do caminho do Senhor. Ao afirmar que se fez fraco para os fracos, Paulo quer dizer que se fez flexível em relação aos costumes, sem contrariar a Palavra de Deus e não que se deixou corromper ou cair em fraqueza para se contaminar com as coisas do mundo, para se igualar aos fracos.

Muita paz têm os que amam a tua lei, e para eles não há tropeço.  (Salmos 119:165)



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!