Traduza este blog

quarta-feira, 5 de julho de 2017

De modo que, tendo diferentes dons, segundo a graça que nos é dada, se é profecia, seja ela segundo a medida da fé; Se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino; Ou o que exorta, use esse dom em exortar; o que reparte, faça-o com liberalidade; o que preside, com cuidado; o que exercita misericórdia, com alegria. Romanos 12:6-8



O apóstolo Paulo trata dos dons que recebemos segundo a Graça. Dom vem do grego chárisma e significa habilidades determinadas por Deus, as quais deveriam ser utilizadas para edificar os membros do corpo de Cristo. Esses   dons não são atributos ou conquistas pessoais. Eles vêm de Deus e não podem ser cancelados ou mudados, contudo, podem ser administrados e desenvolvidos por aquele que foi agraciado com eles. E o apóstolo ensina que que profecia se refere a todos os dons espirituais que envolvem o anúncio da Palavra de Deus e em um sentido mais estrito, significa a revelação da vontade de Deus em uma situação particular. Quando recebemos os dons, precisamos saber que não nos pertencem e que apenas nos cabe administrar e fazer bom uso daquilo que nos foi dado para o serviço e não para nosso deleite pessoal. Por isso o apóstolo exorta-nos a que façamos da melhor maneira aquilo que Deus colocou em nossas mãos. Ministério é serviço e para exercer esse dom devemos nos colocar na posição de servos e não de senhores. E para exercitar qualquer dos dons que o Senhor nos concede, a orientação do Espírito é que deve ser a nossa pauta, conforme nos ensina Moisés

Cada um, conforme ao dom da sua mão, conforme a bênção do Senhor teu Deus, que lhe tiver dado. Deuteronômio 16:17

                    

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!