Traduza este blog

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Porventura andarão dois juntos, se não estiverem de acordo? Amós 3:3


Deus criou a humanidade com um propósito específico e não mudou de ideia porque o homem decidiu se rebelar e se achar dono de si. O alvo de Deus sempre foi o de ter com Seus filhos uma comunhão amorosa. Mas sabemos que não é possível haver comunhão de espíritos quando Deus quer uma coisa e o homem outra. O pecado reside justamente na arrogância humana que sustenta o argumento liberalista de que  a sua vontade deve ser respeitada por Deus, ainda que seja contrária à vontade divina. Esse foi o argumento de satanás e justamente a causa da sua queda e de seus anjos. Foi a mesma atitude de Adão e Eva no Éden, e que trouxe a maldição de Deus a toda a criação. Nos dias atuais vemos que essa também é a razão de lares desfeitos, de famílias desestruturadas. Não pode haver paz na casa em que seus habitantes andam em desacordo. Não podemos nos esquecer de que dependemos inteiramente da graça de Deus para ter harmonia em nossos lares, em nossas instituições, em nossa sociedade. Quando estamos em paz com Deus e sujeitos à Sua Palavra e nos submetemos à Sua vontade, podemos contar com os Seus livramentos, e com a alegria da comunhão com Ele, o que certamente nos trará paz para enfrentar as adversidades do mundo. Foi para a comunhão com Ele que fomos criados e para o louvor da glória da Sua graça. Por isso o apóstolo Paulo nos ensina em Gálatas 5:17


“Digo, porém: andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne. Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que, porventura, seja do vosso querer.” 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!