Traduza este blog

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Mas agora quebrarei o seu jugo de sobre ti, e romperei os teus laços. Naum 1:13



Assim como o profeta Jonas, Naum teve a missão de pregar ao povo de Nínive, trazendo-lhe a sentença divina em razão de sua depravação e desprezo pela Palavra de Deus. Se com a palavra levada por Jonas houve arrependimento e perdão pela misericórdia de Deus, passados os anos o Senhor enviou outro profeta porque Nínive voltou ao pecado, desta vez sem perdão. O profeta Naum nos faz refletir sobre o limite da tolerância de Deus. Naum não foi comissionado a chamar o povo ao arrependimento, como fez Jonas, mas a levar a sentença condenatória a um povo cruel e sanguinário. Deus usou esse profeta para pronunciar a destruição iminente de Nínive e isso nos mostra que nenhuma nação tão ímpia, como os assírios, está livre do juízo divino. Mas vemos também que o profeta entrega uma mensagem de consolo ao povo de Deus. Segundo os padrões do mundo, para se conquistar algo não importam os meios, por isso ainda hoje vemos tanta crueldade, tanta violência, ainda que travestida de bondade. Os poderosos desse mundo, assim como os assírios, não se importam com o mal que causam, desde que satisfaçam o seu desejo de poder. Mas para eles a lição de Naum, e a condenação divina virá, com certeza, pois Deus não muda e preserva a aliança com aqueles que Nele esperam


Porque ele completará a obra e abreviá-la-á em justiça; porque o Senhor fará breve a obra sobre a terra. Romanos 9:28

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!