Traduza este blog

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Alegra-te muito, ó filha de Sião; exulta, ó filha de Jerusalém; eis que o teu rei virá a ti, justo e Salvador, pobre, e montado sobre um jumento, e sobre um jumentinho, filho de jumenta. Zacarias 9:9


Quinhentos anos antes do nascimento de Cristo, o profeta Zacarias predisse a vinda do Rei de Israel, quando escreveu para os judeus após o exilio que estavam seguindo os mesmos passos de seus antepassados, por isso Deus usou o profeta para que os exortassem a converter dos vossos maus caminhos e das más obras. Suas palavras são para exortação, repreensão e incentivo nos tempos difíceis que enfrentavam. Zacarias invoca a consciência coletiva para a justiça social e ensina ao povo a praticar a justiça para com as viúvas, com os pobres, os órfãos e os estrangeiros. Ao anunciar o júbilo com a vinda do Messias, Zacarias coloca os gentios no plano de salvação e nos ensina sobre como fazer um verdadeiro culto ao Senhor e como buscar o Reino de Deus em primeiro lugar. Em tempos de frustração com os desmandos e corrupção generalizada, o profeta Zacarias nos traz consolo e esperança na construção de um mundo melhor, ao mesmo tempo em que nos incentiva a aguardar a construção de uma cidade justa onde reinará o Verdadeiro Governante. A profecia de Zacarias, cujo nome significa “o Senhor se lembra” é mencionada em Mateus 21, quando Jesus fez Sua entrada triunfal em Jerusalém, montado em uma jumenta e seu jumentinho emprestados, tal qual foi a manjedoura onde nasceu. Jesus serviu-se do jumentinho no qual nenhum homem jamais montara para ser apresentado como Rei e trazer esperança de vida aos que ansiavam pela verdadeira liberdade. Apesar das falhas daqueles que retornaram do exílio, Deus não falharia em cumprir as suas promessas e por isso se lembra da Aliança que fez com aqueles que escolhem obedecê-Lo.
O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se. 2 Pedro 3:9

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!