Traduza este blog

sábado, 29 de outubro de 2016

E o que suceder ao povo, assim sucederá ao sacerdote; ao servo, como ao seu senhor; à serva, como à sua senhora; ao comprador, como ao vendedor; ao que empresta, como ao que toma emprestado; ao que dá usura, como ao que paga usura. Isaías 24:2



Deus nos lembra por intermédio do profeta Isaias que ninguém está acima da Lei e pela mesma medida seremos julgados, ainda que nosso modelo venha sendo o modelo de julgamento humano, quando vemos distintos tratamentos dependendo de quem se trata. Se hoje com os pobres, os amigos das autoridades, a justiça é implacável, enquanto com os desonestos e mentirosos com bons discursos ou com as prerrogativas das brechas da lei é benevolente, cega e complacente. Em vez de perdermos a esperança e desejarmos nos juntar aos ímpios, devemos nos apegar às palavras do profeta e nos lembrar de que o poder e a justiça do mundo são passageiros, mas Deus é fiel e soberano e Sua Palavra se cumprirá sempre. Muitos se acham imunes à justiça e agem segundo seu próprio entendimento e conveniência, mas aqueles que estão atentos às palavras do profeta sabem que todos estarão sujeitos às consequências de seus atos e de suas escolhas, sabendo que


quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo. João 16:8

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!