Traduza este blog

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Afasta de mim a vaidade e a palavra mentirosa; não me dês nem a pobreza nem a riqueza; mantém-me do pão da minha porção de costume; Provérbios 30:8



Salomão em sua “riqueza” de sabedoria nos mostrou que o melhor em tudo é o equilíbrio e o bom senso. Não é bom viver em extrema riqueza, nem em extrema miséria, significando dizer que o homem foi feito pra viver sempre em equilíbrio. Contudo, a natureza é movida por uma busca insaciável pelo acúmulo de bens e de poder e poucas são as pessoas que se satisfazem com o essencial e que guardam o coração agradecido pelo que têm. O ser humano tem sede de poder e de riquezas. Foi movido por esse desejo de ter mais do que o Senhor lhe concedeu no Éden que Adão pecou. Tendo tudo o que necessitava ele foi instigado por satanás a desejar o que não lhe era destinado. E assim tem sido desde sempre. A oração de Salomão nos faz pensar na necessidade de buscarmos em Deus o equilíbrio e a serenidade a fim de resistirmos à nossa tendência natural de desejar o supérfluo e de nos deixar mover pela vaidade e por aquilo que não edifica. Em busca do que não é essencial as pessoas têm se corrompido e tirado do próximo o necessário para ter uma vida digna. Ao refletirmos com a oração de Salomão, pensamos também nas Palavras de Jesus em Marcos 8:36


Pois, que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!