Traduza este blog

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

O Senhor se agrada dos que o temem e dos que esperam na sua misericórdia. Salmos 147:11


São as nossas atitudes e não os nossos discursos que revelam como está o nosso relacionamento com Deus, e qual papel Ele tem em nossa vida. Muitos afirmam que amam e que confiam em Deus, contudo agem conforme seus desejos e ignoram a Palavra do Senhor. Mas, por outro lado, a Bíblia nos mostra grandes exemplos de homens que escolheram temer e esperar em Deus. Abraão é um desses homens, dentre outros que não apenas acreditou, mas confiou em Deus, e entregou seu futuro nas mãos de Deus. Ele saiu de sua zona de conforto no seio de sua parentela e seguiu para um lugar incerto atendendo ao chamado de Deus. E fez mais: estava disposto a sacrificar aquele que lhe foi dado por promessa porque confiava em Deus. O salmista nos leva a refletir sobre a intrínseca relação que há entre temer e esperar, e sobre a diferença entre acreditar e confiar, quando se trata de estabelecer as bases de nosso relacionamento com Deus. Temer a Deus significa ter uma reverência por Ele tão grande, ao ponto de influenciar a nossa forma de viver. Temer a Deus é muito mais do que respeitá-Lo. É dar a Ele a devida reverência, submetendo-nos a Sua soberania. Muitos dizem acreditar em Deus, mas por falta de temor, não confiam Nele, pois não entregam seus problemas e descansam no Senhor. Esperar em Deus exige entrega e confiança. Mas o apóstolo Paulo nos mostra que temos a promessa de que nada pode nos separar do amor de Deus (Romanos 8:38-39). E nos estimula a esperar


Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido. Romanos 10:11

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!