Traduza este blog

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Porque todos eles procuravam atemorizar-nos, dizendo: As suas mãos largarão a obra, e não se efetuará. Agora, pois, ó Deus, fortalece as minhas mãos. Neemias 6:9


Esta passagem relata as dificuldades de Neemias diante dos inimigos que se interpunham para que ele executasse uma obra que apenas Deus conseguiria fazer. Não seria simples erguer uma nação que havia sido completamente esquecida. Para reconstruir Jerusalém, Neemias teve de enfrentar as conspirações e más intenções de todos os que se sentiam intimidados com a construção daquele muro. E para tal ele teve de enfrentar um trabalho árduo e perigoso, além das mentiras inventadas e que circulavam, atentando contra a sua honra e bom nome. Certamente ele também teve de enfrentar as suas dúvidas os seus próprios sentimentos de incapacidade. Mas vemos que no momento de incerteza ele dirige uma oração a Deus “ó Deus, fortalece as minhas mãos.” Vivemos hoje tempos em que as situações são análogas à época de Neemias, precisamos reconstruir nossos muros e proteger o templo, quando o inimigo nos afronta de todas as formas e as suas estratégias não são diferentes. Todos precisamos fazer esta oração, pois somos incapazes de levar a cabo, com forças próprias o projeto que Deus tem para nós. Somos limitados para proteger por nossos créditos a Nação que Deus nos reservou. Mas sabemos que Ele quer que ousemos começar uma obra que apenas Ele pode acabar. Por isso, não cuidemos que nossas mãos são aquilo que elas são, mas estamos certos de que em Deus elas serão fortalecidas.


Portanto, tornai a levantar as mãos cansadas, e os joelhos desconjuntados, Hebreus 12:12

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!