Traduza este blog

quarta-feira, 16 de março de 2016

As coisas encobertas pertencem ao Senhor nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei. Deuteronômio 29:29


  
Ao lembrar o povo sobre a Aliança de Deus com o Seu povo, Moisés enfatiza que a maneira correta de seguir a Deus é seguir obedecendo o que foi revelado, deixando de se preocupar com as coisas que nos estão encobertas. Em todo o seu trajeto, ao libertar da escravidão e conduzir os israelitas rumo à terra prometida, Moisés sempre deixou claro que nada do que dizia ou escreveu era de sua autoria, mas tudo lhe foi revelado por Deus. No entanto, há coisas que ainda estão encobertas e nos serão reveladas ao seu tempo. A Bíblia nos mostra que Deus não revelou a Moisés todos os mistérios da Sua criação e não respondeu a todas as nossas indagações. Por essa razão, o apóstolo Paulo pondera sobre os insondáveis juízos do Senhor em Romanos 11 e nos faz refletir sobre o fato de que se há coisas encobertas ao homem não significa que não existam respostas. As respostas existem, mas pertencem a Deus e nos serão reveladas oportunamente.  Há respostas que pertencem a Deus, que são de exclusivo conhecimento Dele. E Deus certamente encobriu essas coisas até que tenhamos condições de compreendê-las. Temos uma tendência a ignorar as coisas que nos foram ditas e a fixar nossa atenção em tentar descobrir as que estão ocultas ou por vir, por essa razão muitos procuram adivinhos, cartomantes, espíritos de adivinhação. Mas o que Deus espera é que as coisas encobertas sirvam para nos lembrar quem ELE é e quem somos nós diante Dele. Pensemos nas palavras de  Paulo em 1 Coríntios 2.11:


Porque qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o seu próprio espírito, que nele está? Assim, também as coisas de Deus, ninguém as conhece, senão o Espírito de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!