Traduza este blog

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Para que a terra não vos vomite, havendo-a contaminado, como vomitou a nação que nela estava antes de vós. Levítico 18:28


Se a sociedade muda e se de tempos em tempos busca outras formas de pensar seu destino e objetivos isso não significa que Deus se acomoda a esse pensamento. Moisés precisou agir duramente em relação ao povo que obstinava em pecar e a se desviar do que lhe fora orientado a caminho da terra prometida. De lá para cá muitos têm se desviado e há sempre uma tendência a se querer adaptar a Palavra de Deus aos interesses e princípios de uma época ou sociedade. É importante termos claro que Deus não mudou e que Seus princípios permanecem apesar de nós. Assim como já ocorreu em outros tempos, Deus elimina da Terra aqueles que a contaminam. Foi assim com os habitantes de Sodoma e Gomorra, foi assim no tempo de Noé. E hoje estamos vendo que as palavras de Moisés no texto em epígrafe estão muito próximas de acontecer, posto que a sociedade tem buscado desculpas para seus desvios agora com a alegação de que toda forma de amor é válida e que Deus não nos recrimina por isso. Em Levítico vemos que há uma série de restrições a condutas que são abomináveis para Deus. Aceitar ou nos adaptar a elas nos coloca em posição de rebeldia. E o apostolo Paulo nos mostra claramente que e nos deixarmos contaminar seremos excluídos do Reino de Deus


  “Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si; pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém. 26 Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.” (Romanos 1:24-27)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!