Traduza este blog

domingo, 7 de junho de 2015

Tendo o vosso viver honesto entre os gentios; para que, naquilo em que falam mal de vós, como de malfeitores, glorifiquem a Deus no dia da visitação, pelas boas obras que em vós observem. 1 Pedro 2:12


A honestidade é uma característica fundamental a todos os homens, mas para os cristãos ela deve ser condição sine qua non e tem que ser acima de qualquer padrão humano, posto que é pela nossa conduta que glorificaremos a Deus e pregaremos o Evangelho vivo, sem hipocrisia. Jesus nunca aprovou um mundo de aparências, Ele sempre preferiu a essência, sempre valorizou o interior do ser humano e não o seu exterior, por isso, mesmo sendo Deus encarnado, e tendo o poder de escolher, preferiu vir ao mundo  em uma aparência comum e sem beleza (Isaías 53:2). Viver de forma honesta, honrando a palavra e o compromisso assumido é o cartão de apresentação do verdadeiro cristão. Mas aquele que diz que ama a Deus ou que é um crente em Jesus nega a sua própria palavra e envergonha o Pai quando age de forma desonesta e incoerente com a Palavra que professa. O verdadeiro cristão nem precisa dizer que é. Seu comportamento, os seus relacionamentos, os resultados de suas ações falam por ele. Por isso Jesus disse em Mateus 7:19

“Pelos frutos se conhece a arvore, se o fruto for bom a arvore é boa, se o fruto for ruim essa arvore não presta”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!