Traduza este blog

domingo, 22 de fevereiro de 2015

E o Senhor te porá por cabeça, e não por cauda; e só estarás em cima, e não debaixo, se obedeceres aos mandamentos do Senhor teu Deus, que hoje te ordeno, para os guardar e cumprir. Deuteronômio 28:13


Todos nós almejamos ser reconhecidos por alguém ou por algo que fizemos e nem sempre entendemos quando isso demora a acontecer. Mas precisamos saber que quando o Senhor promete nos colocar por cabeça e não por cauda, Ele não quer dizer que ficaremos livres de problemas. São eles que  muitas vezes nos impulsionam a lugares mais altos e nos fortalece para grandes batalhas. Vemos em José um exemplo disso. Durante sua juventude, mesmo tendo boas intenções, jamais conseguiu ser reconhecido entre os seus. Mas a Bíblia narra que José foi reconhecido como um grande e importante homem no Egito, digno da confiança de Faraó e pode abençoar seu povo, justamente porque foi vítima de vários infortúnios. A cisterna onde foi jogado por ciúmes de seus irmãos transformou-se em abrigo e o que parecia ser desventura, ser encontrado e vendido como escravo transformou-se em bênção, pois teve acesso à casa de Faraó. Assim, foi abençoado como mordomo e por não ter se corrompido, foi abençoado por ter sido preso. José não via os problemas, mas a sua solução, por isso foi abençoado como governador. Mesmo nos tempos de crise, foi abençoado na administração da maior potência econômica de sua época, pois sabia transformar tragédias em bênçãos, com seu exemplo vemos que a trajetória mais curta entre o fracasso e o sucesso muitas vezes é a tribulação. Em vez de somente buscamos reconhecimento das pessoas, também devemos aprender a reconhecer o valor que elas têm em nossas vidas. Até mesmo aqueles que nos prejudicaram devem ser lembrados como instrumentos de Deus, pois

O amado do SENHOR habitará seguro com ele; todo o dia o SENHOR o protegerá, e ele morará entre os seus ombros. Deuteronômio 33:12

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!