Traduza este blog

quinta-feira, 10 de abril de 2014

“Estou plenamente certo de que aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até ao Dia de Cristo Jesus.” Filipenses 1: 6



O que Paulo afirma é a nossa certeza de que Jesus, mesmo que pareça distante jamais deixa de atender àquele que Nele espera. Aquele que decidiu seguir os passos de Jesus pode ter certo de que a partir do momento em que Ele nos toca, Ele nos transforma em novas criaturas e tudo começa a mudar em nós. Quando Ele nos toca, molda o nosso caráter e nos faz desenvolver qualidades morais que nos tipificam como cristãos legítimos. Mas muitas vezes essa transformação é dolorosa e envolve perdas, as quais nem sempre estamos dispostos a assumir, pois requerem enúncias e resistências. Deixar o governo do velho homem, sob o controle do mundo, implica decisão, mudança de atitude e resiliência.  As provas e lutas pelas quais passamos firmam o nosso caráter e nos imunizam contra as armadilhas do inimigo. Ele nos dá a temperança e a moderação que precisamos ter diante das afrontas, diante das tentações, diante das adversidades... Faz com que tenhamos um relacionamento saudável com a nossa família, e faz reinar a paz, o amor, a honra, o respeito, a obediência a verdadeira comunicação, a instrução, a disciplina... Ele molda o nosso interior, fazendo-nos perdoar a nós mesmos, abandonando as mágoas e os arrependimentos passados, vivendo no gozo do Espírito. Quando somos tocados por Cristo, o nosso relacionamento com o nosso cônjuge torna-se estável, e puro, dando lugar à comunicação, e à fidelidade. Ele molda a nossa língua, ensinando-nos a falar apenas a verdade, com gentileza, temperança, equilíbrio e sabedoria, afastando-nos de contendas, difamações, injurias e caluniar, e também das falsas lisonjas, da hipocrisia e do fingimento. Quando Jesus nos toca e quando somos fieis a Ele, tudo o que tocamos é abençoado: nossos bens, nosso trabalho, aqueles que estão a nossa volta... Quando nos revestimos do poder de Cristo e passamos a ter a mente de Cristo, Ele completa em nós a Sua obra, conforme disse Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!