Traduza este blog

domingo, 30 de março de 2014

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça”. João 1:9





A Bíblia afirma que o pecado nos escraviza e nos acorrenta ao passado de erros, por isso, para nos libertarmos a única saída, é confessá-los ao Senhor. E Ele, por intermédio do Espírito Santo, nos faz sentir um profundo incômodo que nos faz tocar a consciência que fala ao nosso coração. Se ouvirmos essa voz, com toda certeza a dor vai passar, nossos traumas serão resolvidos, a cura virá, mas somente quando confessarmos ao Pai os nossos pecados, conforme nos ensina o apóstolo João. A única coisa que precisa ser feita entrar na presença de Deus, e dizer a Deus que estamos arrependidos, e que queremos uma nova chance para começar de novo. Deus não ignora um coração arrependido. Ele nos conhece profundamente e sabe de nossas falhas. Podemos até enganar os nossos entes queridos, mas nunca a Ele. Davi nos Salmos 41:4 clamava, arrependido “Dizia eu: SENHOR, tem piedade de mim; sara a minha alma, porque pequei contra ti.” E Deus o atendeu. Como o rei, precisamos reconhecer que somos humanos, sentimos dores, angústias, tristeza e medo. Também precisamos admitir diante de Deus nossos erros, assumir nossas falhas, limitações e pecados. Essa é a confissão que Deus quer ouvir. Mesmo que Ele conheça nossos segredos mais íntimos é isso que Ele quer escutar, Ele precisa que admitamos o pecado que insistimos em omitir. O salmista admite que pecou e reconhece que está pagando pelo que fez, que está colhendo aquilo que plantou, mas também admite e reconhece, que sabe que em Deus existe cura para tudo. E que Ele é amoroso e complacente com Seus filhos que se arrependem do erro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!