Traduza este blog

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar. 1 Coríntios 10:13


Quando conhecemos o Evangelho e aceitamos viver segundo os preceitos de Cristo percebemos que  teremos que enfrentar três  inimigos que desejam nos levar de volta ao mundo pela tentação ao pecado. Estes três inimigos, com os quais lutamos constantemente são, primeiramente os nossos desejos, a nossa própria carne que quer viver independente de Deus; o diabo e o mundo.  Mas sabemos que  Deus é mais poderoso do que qualquer um deles  e pode nos conceder total vitória sobre as tentações que eles nos impõem. Sabemos também que a tentação tem o poder de produzir efeitos tanto positivos quanto negativos sobre nossas vidas, e isso dependerá da maneira como reagimos diante dela. Quando nos fortalecemos espiritualmente, com certeza nos tornamos mais forte e podemos vencer as tentações, principalmente a mais difícil que provém da nossa própria carne. Todavia, quando não temos forças para vencer nos tornamos mais fracos e vulneráveis para novas tentações. Sabemos também que somente com forças concedidas por Deus poderemos passar pelas tentações sendo fortalecidos por elas. Deus fiel e não nos abandona nem permite que sejamos tentados além do que podemos suportar, garante Paulo no texto em epígrafe. Toda tentação está dentro de nosso limite para suportar e vencer. Mas é preciso atentar para o fato de que  isso nos traz também uma grande responsabilidade, pois  se  podemos contar com um livramento garantido, o apóstolo deixa claro que esse livramento sempre vem junto com a tentação. Portanto, não temos desculpas quando caímos em pecado, uma vez que, conforme Paulo nos garante nós podemos resistir todas as tentações.  Se todas as tentações  estão dentro do nosso limite de resistência, porque Deus não nos deixa ser tentados além das nossas forças e sempre que somos tentados Deus providencia um livramento, a força necessária para vencermos a tentação que enfrentamos, não há justificativas para o pecado a não ser que deixamos nossa carne e não Deus agir em nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!