Traduza este blog

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

“….corramos com perseverança a carreira que nos esta proposta, olhando firmemente para Jesus…”. Hebreus 12:1


Sempre ao findar do ano, o clima de preparação para as festas, a expectativa de um novo ano nos fazem refletir o quanto passou rápido o ano corrente e isso nos leva a fazer um balanço e a projetar mudanças para o próximo ano, as quais nem sempre executamos. Com o passar dos tempos percebemos que estamos envelhecendo, que nossas conquistas já não têm o mesmo sentido de quando esperávamos por alcançá-las e assim alguns ponderam sobre a efemeridade da vida, a inconsistência dos prazeres e dos valores mundanos. Tudo acaba. Essa é a grande certeza. Mas vemos com tristeza que há pessoas que têm apoiado suas vidas em promessas de homens, ou no poder financeiro do dinheiro, ou na sua inteligência e sabedoria e, por conseguinte, acabam se frustrando ano após ano. Contudo, quando fazemos o que nos recomenda o autor de Hebreus, quando colocamos nossa confiança e nossos sonhos no Braço forte do Senhor e na força do seu poder, deixando que o Espírito Santo nos guie, não somos decepcionados. Quando olhamos firmemente para Jesus, mesmo diante da maior tribulação, podemos  fazer um balanço ao final de ano e contabilizar mais bênçãos do que frustrações. E, ainda que essas bênçãos não tenham vindo ao nosso ritmo, sabemos que elas não são passageiras. Quando temos uma direção segura, um alvo, um ideal, podemos  ter a segurança de encontrar um futuro previsível para um novo tempo. Ao fugir do exército de Faraó, tendo à frente o Mar Vermelho, a ordem de Deus para o Seu povo foi: marchem! Mas Deus espera que Seu povo marche olhando para o Grande General. Quando o povo deixa de fazer isso, ele começa a andar em círculos e entra ano e sai ano, a sensação é de que não avançaram. Vemos pela Bíblia que uma viagem que poderia ter sido feita em poucos dias levou 40 anos. Isso porque o povo não olhou firmemente para o alvo. O povo se deixou levar por comandos diversos e se esqueceu de onde saiu e para onde iria. Ninguém chega a lugar nenhum se não marchar na direção de um ideal, pois sem essa direção nos perdemos pelo caminho. No deserto o povo buscou outros deuses, e hoje não é diferente. Há quem se apoie em horóscopos, predições, mapas astrais, videntes, búzios, quiromancia e tantas outras opções que se propõem a responder sobre um futuro incerto, enquanto a única previsão segura está nas páginas da Bíblia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!