Traduza este blog

domingo, 6 de outubro de 2013

Posto que as nossas maldades testificam contra nós, ó Senhor, age por amor do teu nome; porque as nossas rebeldias se multiplicaram; contra ti pecamos. Jeremias 14:7


O profeta Jeremias mostra-nos que o que fazemos é como um efeito bumerangue, pois volta para nós como bem ou como mal, dependendo de nossas intenções e ações. Assim, devemos saber que tudo o que fazemos de mal é contra nós mesmos. Aqueles que agem mal de alguma forma, seja em sua vida pessoal, profissional ou espiritual, acabam colhendo o fruto de suas obras. Há quem receba uma bênção seja vinda das mãos de um irmão, de um amigo ou mesmo de um desconhecido usado por Deus para trazer livramento  ou para melhor a sua vida, quando se vê bem, por falta de conhecimento dessa palavra, dando ouvidos à carne, tende a virar as costas ao seu ajudado e também a Deus. Ironicamente, depois de ter recebido uma grande bênção ou um grande sinal de prosperidade  de repente, deixa-se atrair pelo mundo e se esquece Daquele e daqueles que lhe ampararam e lhe socorreram nos momentos difíceis. Mas é interessante observar que a aparente vitória tem vida curta e aqueles a quem Deus abençoa, ou aqueles que são desprezados pelo mundo prosperam. Não é difícil verificar que a pessoa colhe a sua própria maldade e o mal desejado reverte contra si. Mas Deus  é zeloso com os Seus filhos e não desampara aqueles que permanecem fieis, mesmo que tenham sido rejeitados, roubados, espoliados por quem não sabe pagar o bem com o bem, antes, paga o bem com o mal. Se você tem agido assim em qualquer área de sua vida, está na hora de ouvir a voz de Deus e, mais do que se arrepender, buscar o perdão de Deus e de quem tem ofendido. Saiba que Deus é misericordioso para perdoar e aqueles que verdadeiramente  O amam de igual modo perdoam aos que os ofendem. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!