Traduza este blog

segunda-feira, 3 de junho de 2013

E Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a ele de dia e de noite, ainda que tardio para com eles? Lucas 18:7


O que Jesus está nos dizendo neste texto é que Deus ouvirá a oração dos Seus escolhidos, que verá a suas necessidades e no tempo certo virá com o socorro. Mas precisamos saber que escolhido é aquele que entendeu o chamado de Deus para sua vida e se esforça para viver neste caminho. Por isso que poucos são escolhidos, não por serem melhores do que os outros, ou por algum privilégio. O escolhido é aquele que não desiste, mesmo em face de adversidades. É aquele que sabe quem é o Seu Deus e Nele confia, apesar de o mundo estimular o contrário. É aquele que insiste em oração e que sabe que Deus o ouvirá, como àquela viúva diante do juiz. O escolhido sabe que Deus tem um propósito definido em sua vida e que por conta dessa escolha encontrará oposições e terá que resistir ao inimigo, ciente de que sua luta não é contra a carne ou o sangue. O escolhido está sempre pronto a aprender de Deus e se deixar guiar pelo Senhor. O escolhido entende que Deus não escolhe os capacitados, mas capacita os escolhidos. O escolhido não olha para trás e sabe que o céu é para aqueles que perseveram até o fim (Mt 24:13) e não para os que desistem e param no meio do caminho. “E Jesus lhe disse: Ninguém, que lança mão do arado e olha para trás, é apto para o reino de Deus” Lucas 9:62. O escolhido não aceita a provocação do inimigo porque reconhece na Palavra que não existe acusação nem condenação contra ele, pois como afirma Paulo aos Romanos 8:33 e 34: “Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica.Quem é que condena? Pois é Cristo quem morreu, ou antes quem ressuscitou dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós”. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!