Traduza este blog

sábado, 13 de abril de 2013




Há muito que o SENHOR me apareceu, dizendo: Porquanto com amor eterno te amei, por isso com benignidade te atraí. Jeremias 31:3-4

A expressão do profeta é um alento para aqueles que esperam o aconchego do Senhor. Deus tem se revelado a nós todos os dias, de todos o modos, mas nem sempre temos os olhos e os ouvidos abertos para reconhecer a Sua presença e a Sua voz. Mas com amor e benignidade Ele nos atrai. Com amor eterno e incondicional tem perdoado as nossas falhas e transgressões e tem cuidado de nós com incomparável ternura. Falta-nos, porém, sensibilidade para perceber os Seus livramentos, a Sua resposta aos nossos clamores, embora ela nos pareça distante. Deus não está surdo e nem distante, mas nossa urgência e visão turva da realidade não nos têm permitido compreender a dimensão de Seu tempo e a natureza de Sua expressão. Muitas vezes não nos damos conta de que a resposta está na palavra do pregada pelo pastor, no versículo destacado pelo irmão, no texto do devocional, ou na simples e despretensiosa fala de um desconhecido. Deus está no controle de todas as coisas e nada há que seja feito sem seu conhecimento. A porta aberta por Ele não pode ser fechada por outra pessoa, e de igual modo a porta que Ele fecha não pode ser aberta sem o Seu consentimento. Deus ama àqueles que o honram e isso é tudo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!