Traduza este blog

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012




Então Herodes chamou secretamente os magos, e deles inquiriu com precisão acerca do tempo em que a estrela aparecera;  e enviando-os a Belém, disse-lhes: Ide, e perguntai diligentemente pelo menino; e, quando o achardes, participai-me, para que também eu vá e o adore. Mateus 1:7-8

Lemos nos Evangelhos que Herodes, o rei da Judeia à época, sabendo que haveria de nascer um menino que seria aclamado Rei dos Judeus, mandou que todas as crianças com menos de dois anos fossem mortas.  Essa passagem nos faz refletir sobre os motivos que levam as pessoas a procurar Jesus. Aqueles que conhecem as Escrituras e têm a revelação do Espírito Santo querem se encontrar com Ele para que suas vidas sejam transformadas de dentro para fora. Vimos isso em Zaqueu  que evidencia uma mudança de coração, o verdadeiro  arrependimento,  por causa do encontro que teve com Jesus Cristo. O Centurião Romano, a mulher Cananeia,  dois exemplos bíblicos de pessoas que tinham origens pagãs, mas creram em Jesus. Mas há também aqueles que conhecem as Escrituras e buscam Jesus por motivos egoístas. O rei Herodes do trecho em epígrafe buscava Jesus pelo receio de ter seu trono usurpado. Foi a ganância pelo poder e não o desejo de transformar sua vida que o levou a procurar Jesus. Herodes, o Grande, numa tentativa de encontrar e matar o menino Jesus,  assassinou as crianças de Belém.  (Mateus 2:1-16). O outro Herodes, Antipas era o "tetrarca" da Galiléia, e foi também o que tomou parte no julgamento de Jesus. Filho daquele que exterminou as crianças, Herodes Antipas também procurou por Jesus, como assinala Lucas 23:8 “E Herodes, quando viu a Jesus, alegrou-se muito; porque havia muito que desejava vê-lo, por ter ouvido dele muitas coisas; e esperava que lhe veria fazer algum sinal”.   De início, podemos até perceber que esse Herodes mostrou a alegria que sentia de, por fim, se encontrar com esse homem de quem tanto tinha ouvido falar. Há muito ele estava querendo ver Jesus há e testemunhar pessoalmente um milagre.  Mas suas intenções também não eram sinceras. Herodes e seus soldados caçoavam de Jesus. Mesmo não podendo condenar Jesus, porque sabia de sua inocência, o desprezo de Herodes pelo Salvador era óbvio. Ele maltratou e humilhou alguém que era, segundo suas próprias palavras, inocente. Certamente Jesus estava certo quando o chamou de "raposa". Podemos refletir com isso sobre quantas “raposas” nos dias de hoje procuram por Jesus apenas para zombar, para fazer um circo, como nos tempos de Roma. Herodes fez deu encontro com Jesus uma oportunidade de estabelecer uma boa política com os judeus, assim como muitos que se aproximaram do Senhor por curiosidade, para depois rejeitá-lo como Salvador em benefício de desejos próprios.
Procurar Jesus, seguir sua estrela não pode ser somente uma busca astrológica. Pelas Escrituras podemos ver que os reis que saíram do oriente à procurar de Jesus, guiados por uma estrela eram astrólogos. Percebemos isso quando eles, ao procurarem por Jesus, chegam até Herodes e pergunta: “Onde está aquele que nasceu rei dos judeus? Pois vimos a sua estrela no Oriente e viemos prestar-lhe homenagem.” (Mt 2:2). Quando dizem, vimos a sua estrela, estão dizendo “examinamos nos astros que nasceria alguém muito importante e confirmamos por seguir a estrela que nos trouxe aqui até vocês”. Sabemos que eles eram  não consultaram a Deus, mas a astrologia, da qual eram praticantes.  Os Evangelhos dão conta de que eles, ao seguir a estrela, não foram levados até Jesus, mas àquele que queria matá-Lo. Os  três reis  do oriente somente foram na direção de Jesus após Herodes consultar os escribas sobre a cidade onde nasceria o messias, Belém, e ter-lhes dito para encontrarem o menino e voltarem para dizer o local exato. (MT. 2:3-5.) Nem sempre os que chegam até Jesus vêm por caminhos retos. Muitos chegam por caminhos tortuosos, mas o importante não é como é como chegam. Importa como saem depois do encontro. Aqueles reis certamente mudaram seus destinos após esse encontro. Vemos que eles não retornaram a Herodes: “E, sendo por divina revelação avisados em sonhos para que não voltassem para junto de Herodes, partiram para a sua terra por outro caminho”. (Mateus 2:12-13). A estrela que leva até Jesus está nos céus, ela nos convida a ir ao Seu encontro. Mas cabe a nós escolher de que forma iremos a esse encontro. Podemos fazer deste momento  apenas um motivo de diversão, um acontecimento social ou político ou podemos nos agarrar a essa oportunidade como a nossa grande oportunidade de transformação de nossas vidas. Aí sim, nunca mais seremos os mesmos e não precisaremos voltar pelos mesmos caminhos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!