Traduza este blog

domingo, 10 de junho de 2012

Venerado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; porém, aos que se dão à prostituição, e aos adúlteros, Deus os julgará. (Hebreus 13:4)

O autor de Hebreus faz um alerta sobre a importância de um matrimônio que se mantém nos princípios de Deus e não se fundamenta na orientação do mundo. Temos presenciado a corrupção do lar, da família, e por consequência da sociedade, justamente porque muitos casais decidem viver segundo os valores ditados pela mídia. Mesmo recebendo as orientações de seus líderes espirituais, não são poucos os que se casam baseando-se nos princípios mundanos de que não é errado se envolver com outra pessoa se o cônjuge não está correspondendo às suas expectativas. Viver uma aventura, ou experiência extraconjugal, para essas pessoas, não é pecado, pois, segundo justificam, o mundo mudou e “Deus quer que Seus filhos estejam felizes”. Mudar de companheiro(a) se algo no relacionamento não vai bem é caminho que preferem seguir, em vez de esforçar-se para manter a palavra empenhada, o compromisso feito diante de Deus e dos homens. a prostituição é uma profissão, e as relações promíscuas chegam a ser desculpadas sob a alegação de que ninguém é de ninguém e todos devem ter a liberdade de usar o próprio corpo para o seu prazer. Contudo, a palavra de Deus é muito clara em relação aos adúlteros e aos que se prostituem, sejam por dinheiro, por prazer ou por ambos. Não há desculpas para quem decide agir por seu próprio entendimento torcendo a palavra de Deus e desculpando as atitudes contrárias aos Seus mandamentos. Prostituição é pecado e pronto. Seja por qual motivo é praticada, ela é abominável ao Senhor e de igual modo o adultério. Ninguém tem permissão para adulterar sob nenhuma desculpa. Não é porque a mulher não está mais atraente, ou porque está doente, nem porque o marido não é mais atencioso como no início do casamento, ou porque está com problemas financeiros que lhe roubam a atenção. O adultério não se justifica em nenhuma hipótese. Deus julgará os adúlteros e os que se prostituem, assevera o autor de Hebreus que enfatiza a importância de um matrimônio puro, cujo leito não é manchado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!