Traduza este blog

sexta-feira, 1 de junho de 2012

“Pela manhã semeia a tua semente, e à tarde não retires a tua mão, porque tu não sabes qual prosperará, se esta, se aquela, ou se ambas serão igualmente boas”. Eclesiastes 11:6



A Bíblia nos exorta a buscar o discernimento para não sermos enganados, pois neste mundo dominado pelo maligno, mesmo plantando a boa semente, muitas vezes a má semente plantada por outros pode ter a mesma aparência daquela boa semente plantada. É na colheita que os frutos serão revelados. Como nos mostra Mateus 13:25 na parábola do joio e do trigo. “Mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se”. É preciso, portanto, ter cuidado com o que plantamos, pois a colheita é inevitável. Lemos diversos versículos que nos alertam para isso: Paulo nos alerta em Gálatas 6:8 “Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna”. Oséias 8:7 deixa claro “Porque semearam vento, e segarão tormenta, não haverá seara, a erva não dará farinha; se a der, tragá-la-ão os estrangeiros”. O sábio ensina em Provérbios 22:8 “O que semear a perversidade segará males; e com a vara da sua própria indignação será extinto”. E Jó 4:8 afirma “Segundo eu tenho visto, os que lavram iniquidade, e semeiam mal, segam o mesmo”.


È a famosa lei da colheita segundo a semeadura. Nós somos os responsáveis pelas escolhas e até mesmo pelas pessoas que nos rodeiam, pois temos o poder de plantar aquilo que queremos. Quem se cerca de pessoas do bem, cria um espaço de bem a sua volta, mas quem se cerca de pessoas insensatas, promíscuas, indiferentes a Deus ou desonestas certamente viverá em sintonia com as atitudes geradas por elas, vendo-as como espelho.
Não devemos jamais nos esquecer de que “cada um colhe aquilo que semeia”, ou: “quem planta, colhe”, ensina a velha e boa sabedoria popular. O que é reforçado pela Bíblia também. Tudo o que plantamos aqui na terra um dia colheremos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!