Traduza este blog

sábado, 23 de junho de 2012

Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim. Isaías 6:8
Essa palavra de Deus registrada no livro do Profeta Isaias tem sido bastante usada para falar de missões. Ela no faz refletir sobre nosso chamado. Por isso é importante observarmos que o Senhor não se dirigiu diretamente ao profeta. Ele fez uma pergunta geral, aquém pudesse se interessar. E Isaias respondeu afirmativamente ao chamado. Certamente seus ouvidos estavam atentos, ou na sintonia de Deus. Provavelmente outros ouviram, mas não se interessaram, ou, quem sabe, nem chegaram a ouvir porque não estavam sintonizados com o Senhor. Mas, como disse Jesus em Mateus 20:16 “Assim os derradeiros serão primeiros, e os primeiros derradeiros; porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos”. Assim como a Isaias, esse chamado é dirigido a todos nós. Entretanto, precisamos estar com os ouvidos atentos e em sintonia com o Senhor para que esse som seja audível em meio a tantos barulhos do mundo. Nem sempre escutamos o que ouvimos. Muitas vezes, por conta desse ritmo frenético do mundo, o som chega aos nossos ouvidos, mas não ao nosso entendimento. Não chega ao nosso coração. Isso tem acontecido diversas vezes com a palavra de Deus que, provavelmente, nos dias atuais tem sido mais propagada do que nos dias do profeta Isaias. Hoje podemos contar com muito mais canais de divulgação do Evangelho. Em todo tempo estamos vendo, lendo, ouvindo alguém falar sobre as coisas do Senhor. Não só na pregação do pastor, na Igreja aos domingos, mas nas ruas, nos outdoors, nas placas, nas faixas, nos panfletos distribuídos nas esquinas, nos hospitais, no trânsito. Em todo tempo e lugar há ao menos um recorte da palavra de Deus sendo propagado, ainda que de forma indevida. Mas nem todos estão atentos para ver ou ouvir o que ela está querendo dizer a cada um. Para muitos é apenas mais um ruído incompreensível, mas para alguns a resposta de Deus aos nossos clamares e para poucos é o chamado compreendido pelo profeta. Todos são chamados, mas o escolhido é aquele que se prontifica. Que tem os ouvidos disponíveis à chamada em meio as chamadas  do mundo. Os escolhidos são aqueles que não apenas escutam, mas deixam que a palavra entre em seu coração sem mandá-la de volta ao remetente.  Os escolhidos são os que passaram a ter um abençoado relacionamento com Deus, por intermédio de Seu Filho Jesus, e que ouviram a voz de Deus e estão prontos a responder: "Eis aqui, Senhor, envia-me a mim". Com esse pequeno trecho registrado em Isaias, além de tantos outros na Bíblia, podemos perceber claramente que Deus não coage ninguém, não obriga ninguém a segui-Lo, mas a todo momento, apresenta a necessidade e nós, e aqueles que estão em sintonia, voluntariamente, se apresenta para a Obra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!